Papa Francisco será indicado ao Nobel da Paz

O papa Francisco recebeu na sexta-feira (05/jul) no Vaticano um grupo de nove familiares das vítimas do atentado à Amia (Associação Mutual Israelita Argentina) de Buenos Aires, que pretende propor o nome do sumo pontífice para o Prêmio Nobel da Paz. Segundo o grupo, o papa argentino é um grande promotor do diálogo inter-religioso. Os visitantes disseram ter ficado muito emocionados com o encontro com Sua Santidade, que os recebeu com “muito afeto” em sua residência de Santa Marta. O encontro durou uma hora e meia. Quando era cardeal em Buenos Aires, Jorge Bergoglio, o papa Francisco, esteve presente em várias das cerimônias realizadas todo dia 19 de julho, dia do atentado cometido em 1994, lembraram. Sobre a proposta do grupo para o Prêmio Nobel da Paz, Francisco disse que nunca aceita títulos “honoris causa”, nem outras distinções, mas que, tratando-se dos familiares das vítimas do atentado à Amia, não podia se opor. Várias das mulheres que assistiram ao encontro, todas mães de jovens mortos no atentado, sensibilizaram-se com o fato de o líder de uma outra religião tê-las recebido de forma tão acolhedora.

Deixe uma resposta